Cientistas trabalham em fibra ótica 2 mil vezes mais veloz

No País de Gales, cientistas da Universidade de Bangor, afirmam que é possível acelerar em duas mil vezes o desempenho das fibras óticas. Estas que são utilizadas em conexoes de Internet atualmente. Cientistas britânicos trabalham para resolver um problema conhecido como dispersão.

Entre os resultados, foi possível estabelecer conexões de 20 Gbps, velocidade suficiente para realizar o download de um filme em Full HD em poucos segundos.

Cabos de fibra ótica carregam informação digital a altas velocidade, mas conforme o aumento do comprimento do cabo, diminui a entrega de informações corretas. Causando perda de velocidade e erros de transmissão. Esta união de erros dá-se o nome de dispersão.
Para a solução deste problema sem aumentar custos, engenheiros da Universidade de Bangor, adaptaram conceitos e tecnologias muito conhecidas e usadas em transmissões sem fio.

O sistema criado em laboratório transforma a informação bruta em uma série de sinais transmitidos em diversas frequências paralelas. O resultado foi um grande aumento de velocidade na transmissão.

A técnica, conhecida como Optical Orthogonal Frequency Division Multiplexing (OOFDM), é utilizada nas conexões DSL que usamos, na transmissão de sinal de TV e até nas redes 4G, em países que oferecem essa tecnologia.

 

Fonte: Techtudo

Receba um ebook Grátis, como produzir vídeos profissionais com smartphones e melhorar suas transmissões web.

*Digite seu email: